IML - Instituto dos Mares da Lusofonia

IML
Activação de sensor electro-óptico na Ilha Selvagem Pequena

costa seg selv peq 2red

 

No âmbito do Projecto “Costa Segura” e decorrente dos trabalhos presentemente em curso nas ilhas Selvagens NA Região Autónoma da Madeira, a Autoridade Marítima Nacional (AMN) activou no passado dia 3 de Junho, um sensor eletro-óptico (câmara) na ilha Selvagem Pequena, que permitirá monitorizar a actividade marítima junto daquela ilha, sem necessidade de presença humana.

Este sensor é comandado remotamente a partir do Posto da Polícia Marítima localizado na ilha Selvagem Grande e é operado de forma integrada com o radar existente nessa mesma ilha, permitindo, desse modo, reduzir a necessidade de presença humana na Selvagem Pequena e, consequentemente, diminuir a interferência nos seus ecossistemas sensíveis.

A instalação deste sensor resulta de uma das acções técnicas presentemente em curso nas ilhas Selvagens, desenvolvidas por uma equipa multidisciplinar de vinte e cinco militares e militarizados da AMN, apoiada pela Marinha.

Continuar...
 
Evocação das Operações do Submarino U 35 ao largo de Sagres 1917-2017

ss u35red

   Cem anos passados sobre o dia 24 de Abril de 1917, dia em que o submarino U-35 da Marinha Imperial alemã esteve em operações entre Lagos e o Cabo de São Vicente, o Município de Vila do Bispo e a Marinha Portuguesa juntaram-se na realização de um conjunto de actividades evocativas do momento em que os destroços dos quatro navios afundados passaram a ser considerados Património Cultural Subaquático, de acordo com a Convenção de 2001 da UNESCO.

   Durante os últimos três anos, o Centro de Investigação Naval (CINAV), com o apoio de diversas entidades públicas e privadas, coordenou várias equipas que levaram a cabo um conjunto de estudos e trabalhos do âmbito da história e da arqueologia subaquática, que culminaram na primeira evocação, ao nível nacional, da passagem dos 100 anos sobre um episódio naval da I Grande Guerra Mundial.

   Assim, no dia 24 e com a presença, entre outras entidades, do Tenente-General Mário Cardoso, presidente da Comissão Coordenadora da Evocação do Centenário da I Grande Guerra Mundial, do Contra-Almirante António Henriques Gomes, Comandante da Escola Naval (representando a Marinha Portuguesa) e do Presidente da Câmara Municipal de Vila do Bispo, Sr. Adelino Soares, este episódio foi evocado através do descerramento de uma placa alusiva ao evento e da apresentação de uma monografia intitulada “Ações do U-35 no Algarve”, de autoria de António Telo, Augusto Salgado e Jorge Russo. Seguiu-se ainda, durante a manhã, uma ida, por barco, aos locais onde se encontram os destroços de dois dos navios afundados realizando-se, da parte da tarde, um mergulho num desses destroços. Num futuro próximo está prevista a disponibilização de uma visualização em 3D de um dos destroços, de modo a permitir que não mergulhadores também possam usufruir deste “novo” património de Vila do Bispo.

 
Profissões de Mar no Feminino encheram Casa da Baía

soroptimistred

 

   Realizou-se no passado dia 27 de Abril na Casa da Baia de Setúbal, visando a reflexão e troca de ideias sobre oportunidades de formação e emprego tradicionalmente masculinas, integradas em atividades da “economia do mar”, o workshop “Profissões de Mar no Feminino”. A iniciativa foi promovida pelo Soroptimist Clube de Setúbal, associação sem fins lucrativos que desenvolve projectos junto da comunidade, essencialmente nas áreas da saúde, educação e women empowerment.

     A título de conclusão, terão ficado evidentes: (1) a emergência de oportunidades profissionais ligadas ao Mar, concretamente na fileira alimentar e no turismo náutico, (2) a disponibilidade para a criação de novas ofertas formativas ligadas ao Mar, (3) a correlação positiva entre produtividade e skill mix teams, i.e. com diversidade de gênero, etária e de competências e (4) a necessidade de valorizar quem faz bem e ousa arriscar, transformando uma ideia num projecto que traga retorno económico.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>


APOIANTES do IV CONGRESSO - 2016

 

 

"...desenvolverá um conjunto de iniciativas e actividades - seminários e conferências relativas ao Mar e à Lusofonia..."


O Instituto dos Mares da Lusofonia tem por missão estimular e intensificar a forma como os Países Lusófonos se posicionam individualmente e interagem entre si nas questões relacionadas com os oceanos.

Esta iniciativa visa contribuir para o alargamento e para a disseminação dos conhecimentos científicos relativos ao uso dos espaços marítimos, bem como encontrar áreas comuns de cooperação, que potenciem o desenvolvimento das economias do mar nos diversos países de expressão portuguesa, procurando, desta forma, ir também ao encontro do espírito e objectivos definidos pela Comunidade de Países de Língua Portuguesa - CPLP.