IML - Instituto dos Mares da Lusofonia

IML
NAVES promove fundo de capital de risco para economia do mar

naves logo

   Estando 71% da superfície terrestre coberta por oceanos é natural esperar que este recurso desempenhe um papel fundamental na economia mundial.

  O conceito de economia do mar abrange as actividades económicas dos sectores relacionados com o mar, desde Pesca, Aquicultura e Indústria do Pescado, Construção e Reparação Naval, Transportes Marítimos, Portos e Logística, Turismo Costeiro e Náutica a Obras de Defesa Costeira e Extração de Sal.

  Segundo o estudo da OCDE de 2016, The Ocean Economy in 2031[1], o valor acrescentado bruto (VAB) mundial das indústrias relacionadas com o mar deverá atingir 3 triliões de USD em 2030, cerca do dobro verificado em 2010. Na UE, a Comissão Europeia prevê que em 2020 o VAB da economia do mar atinja 590B€[2] e empregue 7 milhões de pessoas, crescendo respetivamente 20% e 29%face a 2012.

  E em Portugal? Com uma Zona Económica Exclusiva de 3 877 408 km², o país parece indiscutivelmente azul visto do alto. No último ano, a economia do mar já representou um VAB aproximado de 4,4B€ (2,5% do PIB, mais 20% face a 2013) e cerca de 244.000 empregos, de acordo com os dados da INE de 2015.

  Actualmente têm-se verificado nesta área crescentes oportunidades empresariais de investimento de qualidade. No entanto, existe uma clara lacuna no que se refere a mecanismos de financiamento de capital de risco. NAVES decidiu por essa razão, lançar o fundo de capital de risco “Crescimento Verde e Azul”.

 

NAVES é uma Sociedade de Capital de Risco, constituída em 2007, para apoiar as melhores iniciativas empresariais de Alunos e Alumni da AESE Business School (AESE). A sociedade pretende também dar apoio a outros projectos inovadores, desde que partilhem dos seus valores, cumpram com os critérios de investimento da sociedade e aos quais a rede Alumni possa trazer valor acrescentado.

  Trata-se de um fundo temático dedicado a investimentos em PME, de base tecnológica, de apoio à produção ou de indústrias de elevado valor acrescentado de apoio aos sectores da economia do mar, agricultura e floresta. Com o seu lançamento, NAVES pretende oferecer às startups, não só uma opção complementar ao seu financiamento, como um apoio a par e passo ao nível da gestão.

  NAVES convida assim os promotores a dar a conhecer os seus projectos e os investidores a obter mais informações sobre uma possível participação no fundo em apreço  (www.naves.com.pt / Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ).

 

 

 

APOIANTES do IV CONGRESSO - 2016