IML - Instituto dos Mares da Lusofonia

IML
O "Clube do Mar". 2º Encontro do Mar da Revista de Marinha: "A Nazaré e o Mar"

rm nazar 2017mar06 3red

A Nazaré foi a escolha do local para o 2º Encontro do Mar da Revista de Marinha.
No moderno auditório da sua Biblioteca Municipal, completamente cheio por uma a presença de diversas entidades oficiais, designadamente, o Presidente da Câmara Municipal da Nazaré, Walter Chicharro, o Presidente da Junta de Freguesia da Nazaré, Sr. João Portugal Formiga, o director do Gabinete de Investigação de Acidentes Marítimos (GAMA), Engº Miguel Sequeira, e o Capitão do Porto da Nazaré, Cte Gomes Agostinho. 
O encontro foi constituído em quatro painéis, “A Nazaré e o mar”, “A Pesca”, “O Surf na Nazaré” e “Actividades Marítimas, Investigação e Desenvolvimento”, que permitiram abordar assuntos  ligados à economia do mar daquela área geográfica.
O Director da Revista de Marinha, V/Alm. Alexandre da Fonseca, apresentou o Clube do Mar, entidade que está na base da sua organização bem como a agenda deste evento.
No primeiro painel, moderado pelo Cte. Themes de Oliveira, foi possível conhecer a história deste lugar e do seu povo, pela palavra do Dr. João Paulo Quinzico Delgado, administrador da Mútua dos Pescadores. O conhecimento da História das gentes e dos locais é um importante alicerçe de eventuais projectos para o futuro.
Seguiu-se outro painel, moderado pelo Dr. José Poças Esteves da SAER, que integrou três apresentações. Primeiro por Rui Vaz, Coordenador Regional do Núcleo do Oeste da FOR-MAR, que falou sobre o que se faz e que ainda há a fazer na formação dos marítimos, salientando a necessidade da interiorização duma cultura de segurança. Seguidamente o Cte. Velho Gouveia, da Direcção-Geral da Autoridade Marítima, falou sobre o alargado conceito da Segurança Marítima, seus fundamentos, preocupações, actores principais e perspectivas futuras. Para finalizar, foi abordado o papel da DOCAPESCA, seus eixos de orientação estratégica e a recente campanha de valorização do pescado, visando orientar a procura do consumidor para espécies menos populares, como a Cavala e o Carapau, peixes cujo valor nutricional é tão ou mais significativo que outras espécies, reduzindo a pressão sobre alguns stocks e as importações.
Seguiram-se as apresentações de seis empresas ou entidades ligadas à economia do mar: Luís Silvério e Filhos, Lda - comercialização de pescado (Sr. Luís Silvério), Planus Náutica, construção e reparação naval (Sr. Carlos Felício), Granja do Valado, turísmo de habitação (Dr. Diogo Colares Pereira), Thalasso – Centro de Talassoterapia da Nazaré  (Sr. Serafim Silva) e Wavec – Energias renováveis marinhas e consultoria em Monitorização e Tecnologia, Modelação Numérica, Economia e Indústria, Ambiente Marinho e Políticas Públicas (Prof. Dr. António Sarmento).
O terceiro painel versou um tema muito actual, o Surf. Moderado pelo Dr. Eduardo de Almeida Faria, incluiu uma apresentação pelo Dr. João Vitorino (do Instituto Hidrográfico) acerca das dinâmicas costeiras que levam à formação das ondas da Praia do Norte. Foi esta visão científica complementada pela visão desportiva de João de Macedo. surfista de grandes ondas que também dirige um escola de surf e foi recentemente qualificado para integrar a principal competição mundial de Ondas Grandes, o Big Wave Tour da World Surf League (WSL).
Seguidamente um quarto painel, moderado pelo Cte. Themes de Oliveira, constituído por uma exposição sobre “Actividades Marítimas, Investigação e Financiamento” pelo Dr. Miguel Marques, Partner da consultora Price Waterhouse Coopers.
A sessão encerrou com algumas palavras do Vice-presidente da Câmara Municial da Nazaré, Manuel  Águeda Sequeira.
Estes “Encontros do Mar” têm como objectivo motivar e informar as empresas e as forças vivas da comunidade onde se realizam sobre as oportunidades que o Mar suscita, directa e indirectamente, à economia local, e também divulgar o “Clube do Mar” e o projecto editorial da Revista de Marinha.
O próximo “Encontro do Mar” está programado para a Figueira da Foz, no dia 11 de Maio de 2017.
 
 

APOIANTES do IV CONGRESSO - 2016

 

 

"...desenvolverá um conjunto de iniciativas e actividades - seminários e conferências relativas ao Mar e à Lusofonia..."


O Instituto dos Mares da Lusofonia tem por missão estimular e intensificar a forma como os Países Lusófonos se posicionam individualmente e interagem entre si nas questões relacionadas com os oceanos.

Esta iniciativa visa contribuir para o alargamento e para a disseminação dos conhecimentos científicos relativos ao uso dos espaços marítimos, bem como encontrar áreas comuns de cooperação, que potenciem o desenvolvimento das economias do mar nos diversos países de expressão portuguesa, procurando, desta forma, ir também ao encontro do espírito e objectivos definidos pela Comunidade de Países de Língua Portuguesa - CPLP.